O que é inflação? Inflação é o aumento generalizado do nível de preços. Logo, basta o governo controlar um único preço na economia para não existir inflação!!! Caso o governo congele o preço do bem X, esse preço nunca aumenta, logo, por definição, não pode ocorrer inflação.

Seguindo a lógica acima, basta ao governo escolher um único bem da economia e congelá-lo para acabarmos com o problema da inflação. Ora, em vez de escolhermos qualquer bem, que tal escolhermos dois insumos básicos? Isso mesmo, não existem restrições teóricas para congelarmos o preço de dois bens em vez de apenas um.

Cabe ao governo então congelar o preço dos combustíveis e da energia!!! Dois insumos básicos importantíssimos da economia. Com esses preços congelados, por definição, não haveria inflação. Contudo, outro problema surge: como pagar os custos incorridos pela Petrobras e pelas companhias de luz, devido ao congelamento de preços?

Aí é que eu bolei um mecanismo que chamo de singularidade inflacionária. Funciona da seguinte maneira: o governo emite dinheiro para financiar as empresas prejudicadas com o congelamento de preços. Um novato poderia perguntar: mas isso não gera inflação? Resposta: claro que não!!! Afinal o preço dos combustíveis e da energia estariam congelados, isto é, podemos financiar o custo do combate à inflação com a emissão de papel moeda!

Xeque mate na inflação: não há inflação pois não há aumento generalizado do nível de preços, e o custo disso é financiado pela emissão de moeda. Esta emissão, por sua vez, não é inflacionária, pois os preços estão congelados!

Advertisements